9 TEMPEROS ALIADOS NA DIETA



Nao tem graça comida sem tempero, afinal quem gosta nao é? Isso fica ainda melhor quando podemos usar esses temperos para ajudar na dieta.

Existem várias pesquisas mostrando que algumas ervas e especiarias, além de realçar o sabor dos pratos, têm o poder de acelerar o metabolismo.

Essa lista inclui os condimentos com ação termogênica sobre o organismo. Eles são capazes de transformar a gordura corporal e dos alimentos em energia. Sugestões: acrescente pimenta vermelha na sopa, mostarda no molho da salada, gengibre no suco, canela no chá.



PIMENTA DEDO-DE-MOÇA

É uma das especiarias com maior poder de fogo contra as gordurinhas. Faz o metabolismo colocar o pé no acelerador, aumentando a queima de calorias. A pimenta também inibe a formação de novos depósitos de gordura, especialmente na região abdominal, segundo um estudo sul-coreano publicado na revista científica Journal of Agricultural and Food Chemistry. O mérito é da capsaicina, o mesmo componente que dá o sabor ardido ao tempero.

 

GENGIBRE

São duas as substâncias responsáveis pela açãotermogênica dessa raiz: gingerol e sogaol. 

Bônus: impede a formação de gases. Pode ser consumido até por mulheres gestantes para combater o enjoo. 

Como usar: fresco (ralado, espremido ou em pedaço) e em pó, no molho para salada, no refogado de legumes, no suco e no chá. 

Quanto consumir: 1 pedaço (5 centímetros) ou 1 colher de chá da versão em pó, 1 vez por dia.


CÚRCUMA

Essa raiz (também conhecida como açafrão-da-terra) tem propriedades anti-inflamatórias. A principal responsável por essa ação é a curcumina, o pigmento que dá a cor amarelo-ouro à cúrcuma. Ela também diminui a irrigação sanguínea no tecido adiposo, enfraquecendo a reserva de gordura.

Bônus: faz bem para a pele, além de diminuir o crescimento de bactérias e fungos, que provocam doenças. 

Como usar: em pó, polvilhada na comida pronta ou dissolvida no azeite extravirgem para temperar a salada. Outra opção é bater um pedaço da raiz fresca no suco. 


PIMENTA-CAIENA

Supera a dedo-de-moça e outras pimentas vermelhas em capsaicina – substância termogênicaque agita o metabolismo. Rica em antioxidantes e anti-inflamatórios, ainda ajuda a eliminar toxinas, o que também facilita a perda de peso.

Bônus: melhora a circulação. É contraindicada para quem tem gastrite, úlcera e tendência a hemorroida.

Como usar: diluída no azeite para temperar a salada e batida no suco verde. 

Quanto consumir: 1 colher de café, 1 vez por dia. 


MOSTARDA

O potencial termogêncio desse tempero vem da sinegrina. Escolha uma marca sem corante e pouco conservante. 

Bônus: alivia dores musculares. É contraindicada para pessoas com tendência a desenvolver cálculo renal. 

Como usar: no hambúrguer (magro!) e no sanduíche ou misturada em molhos para salada. 

Quanto consumir: 2 colheres de chá, até 2 vezes ao dia. 

CANELA

As substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias dessa especiaria contribuem para equilibrar os níveis de insulina – hormônio que, circulando em excesso no
organismo, aumenta os estoques de gordura na região abdominal. 

Bônus: afasta a vontade de comer doce. 

Como usar: em pedaço, no preparo de molhos, compotas, chás (beba 15 minutos antes das refeições) e outras bebidas quentes ou mesmo para aromatizar a água. Em pó, polvilhada na fruta e no iogurte. 

Quanto consumir: 1 colher de sobremesa, 1 vez por dia.


CURRY

A cúrcuma é um dos ingredientes básicos desse tempero indiano, que, dependendo da região, também combina galanga (uma raiz da família do gengibre), erva-cidreira, coentro, cominho, cardamomo, noz-moscada, manjericão, páprica e pimenta preta. Nesse mix há substâncias termogênicas (aceleram o metabolismo), antioxidantes e anti-inflamatórios (diminuem a gordura abdominal). 

Bônus: melhora a digestão. 

Como usar: para temperar frango, peixe e frutos do mar e, ainda, no preparo de legumes refogados e polvilhado em sopas. 

Quanto consumir: 2 colheres de chá, 1 vez por dia.


CARDAMOMO

De sabor adocicado e levemente picante, é uma semente usada em vários temperos árabes e indianos, como o curry. Carrega compostos fenólicos e flavonoides com efeito estimulante, além de minerais (cálcio e manganês) que agitam o metabolismo. O tempero também diminui os níveis de açúcar no sangue, o que reduz o acúmulo de gordura no abdômen.

Bônus: melhora a digestão. 

Como usar: moída em marinadas para carne e frango ou, ainda, na sopa e em compotas de fruta. 

Quanto consumir: 1 colher de chá da semente moída, 1 vez por dia.


ÓLEO DE COCO

Extraído da polpa madura do coco, o óleo não carrega só gordura mas também uma dose importante de ácido láurico – uma substância altamente anti-inflamatória. Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro confirmou que ele ainda sacia e reduz a liberação exagerada de insulina, enxugando a circunferência da cintura. 

Bônus: favorece o funcionamento do intestino e equilibra o sistema imunológico. 

Como usar: no suco, no molho para salada e no preparo de moqueca e bolos. 

Quanto consumir: até 3 colheres de sopa por dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opnioes sao sempre bem-vindas